Controlar a propagação do SARS-COV-2

A OMS diz: “A restrição das pessoas ás suas casa para reduzir a transmissão do vírus não é recomendável porque não há racional óbvio para esta medida.”

É necessário levantar as medidas de restrição de movimentos rapidamente, mantendo algumas em prática, especialmente o apoio a lares, e os hospitais de campanha, para deixar os hospitais lidar com as outras doenças.

Consideramos contudo que é necessário que o governo comece a tomar medidas claras de proteção aos grupos de risco, visto que apenas indicar que estas pessoas não podem sair de casa não é suficiente.

É necessário a criação de um plano forte de suporte para as famílias e que inclua fatores como a impossibilidade de despedimento, equipas que possam fazer entrega de alimentos e transporte quando necessário, bem como restabelecer os cuidados médicos que foram suspensos durante o estado de emergência.

Quanto às restantes medidas para controlar o Covid-19 consideramos que a maioria das medidas que o governo já anunciou serão mais do que suficientes e muitas delas serão ineficientes, tal como medir a temperatura dos clientes à porta dos restaurantes dado que, de acordo com os dados da DGS menos de 40% dos infectados detectados tiveram febre.

estamos nas redes anti-sociais

Nas "redes-sociais" partilhamos artigos de outras redações, opiniões a quente, alguns mémés, e mastigamos trolls ao pequeno-almoço.

cada vez mais ativxs

junta-te á conversa no discord, por texto ou por voz. partilha as tuas ideia, e preocupações e vamos descobrir formas de colaborar. clica na imagem em baixo e começa a viagem.

ARTIGO BÓNUS

Os fantoches e os acéfalos

Vivemos numa sociedade cada vez mais polarizada em que cada um vive dentro da sua bolha, incapaz de ver os seus próprios limites e de aceitar ideias diferentes da sua, existem diferentes tipos de personagem.

Assim, convém nesta redação utilizarmos bem a língua portuguesa ao descrever os comportamentos que observamos. Estamos sempre a tentar melhorar e críticos de nós próprios.

Neste artigo vamos definir dois tipos de personagens que estão a impedir o avanço da humanidade, o seu próprio avanço, e o das gerações futuras.