Tenham Medo…

Tenham medo que o Vírus chegou e nós somos uns acéfalos que não sabemos nada,

Tenham Medo…

Tenham medo que o Vírus chegou e nós somos uns acéfalos que não sabemos nada,

Tenham medo que o vizinho se cruze com vocês,

Tenham medo daqueles que ousaram pôr o pé na rua,

Tenham medo daquele indivíduo ali no canto… ele tem cara de doente,

Tenham medo os milhares de pessoas que já viviam no limiar da sobrevivência e que na sua grande maioria faziam parte dos grupos de risco,

Tenham medo porque o vosso governo que sempre se recusou a aumentar as pensões o suficiente para que não tivessem todos os meses de decidir entre comprar comida ou comprar os medicamentos, não tomou medidas ajustadas para vos proteger, mais uma vez,

Tenham medo gentes do nosso interior, tenham medo vocês, que o estado há muito tempo vos esqueceu, e lembrou-se agora de vos prender em casa por um problema que vocês só viram nas notícias.

Tenham medo os empresários independentes e as pequenas e médias empresas, tenham medo porque se vocês quiserem sobreviver agora vão ter de pedir dinheiro emprestado, o Governo assim o idealizou e realizou sem qualquer contestação enquanto prepara financiamento para os amigos tubarões,

Tenham medo toda essa geração de jovens presos em casa e sujeitos a um sistema de ensino deficiente e cada vez mais distante. No final a única coisa que vocês vão conseguir é um emprego miserável com o salário mínimo, e para isso apenas precisam de saber ler e escrever, tudo o resto que aprendem na escola vai ser muito pouco útil.

Tenham medo esses milhões de pessoas fora dos grupos de risco que podiam estar a trabalhar de forma a que houvesse condições para que pudéssemos proteger quem precisa e estão presos em casa sem terem cometido qualquer crime ou delito. Subjugados ao silêncio.

Tenham medo, tenham muito medo aqueles que estavam á espera urgente de transplantes como no Hospital Curry Cabral. O governo decidiu que a vossa vida era menos importante. Afinal vocês não têm a doença da moda,

Tenham medo vocês que dependiam do turismo: hotéis, restaurantes, serviços, construção civil, transportes e todos os outros que dependiam que quase metade da população tivesse dinheiro para poder gastar, pois a melhor opção para o vosso futuro é não recebermos dinheiro desses turistas que vinham visitar o nosso país, assim decretaram os fantoches,

Tenham medo profissionais de saúde que num país que nunca vos apreciou apesar de vocês sempre terem estado sempre na linha da frente do salvamento de vidas, agora batem palmas à janela e mandam postas no facebook e no instagram.

Quando isto passar e vocês pedirem que vos melhorem as condições os fantoches no governo vão agradecer o vosso trabalho e dizer que fica para a próxima porque não há dinheiro, gastaram todo a salvar as grandes empresas,

Tenham medo os artistas pois se antes vivíamos num país que não queria saber da arte que se fazia neste país, que não paga 5 euros para ver um espetáculo, mas gasta centenas por mês em cerveja e roupinha para parecer bem, agora não vão ter a oportunidade de mostrar o vosso trabalho, experimentem fazer canções para os partidos políticos dizem que é um emprego com saída,

Tenham medo pois as notícias passam o dia a dizer-vos o quão arrepiante / Pavorosa / Medonha é a situação em que está o mundo,

Enquanto escondem os factos, deturpam as estatísticas, e menosprezam as notícias que quem está no poder não quer cá fora, afinal vivemos no tempo da imprensa livre… livre de proteger ou favorecer quem manda nesta fantochada,

Tenham medo dos fanáticos do futebol e treinadores de bancada, porque antes os média apenas davam informação sobre como foi o dia a dia da vossa equipa, e agora estão transformados num exército de epidemiologistas de varanda e virologistas do facebook, a ensinarem os outros como se devem proteger do vírus,

Tenham medo caros contribuintes pois tal como no TGV, no freeport, no Aeroporto de Beja, na salvação dos bancos, no aeroporto do Montijo, com tantos milhões que os nossos deputados desviam todos os dias sem ninguém para fiscalizar é normal que os suspeitos do costume voltem a encher os bolsos ás vossas custas,

Tenham medo porque se antes todos sabíamos que não podíamos confiar em 4 das 3 palavras que um político dizia, agora não podem sair das regras que eles fizerem, e é se querem pôr comida na mesa da vossa família, é melhor que digam que acreditam em tudo, e fiquem calados, calem-se e comam,

Tenham medo e não parem de ter medo…

O medo é a nossa consciência a sentir o perigo dos tempos em que vivemos. O medo é uma emoção humana que está a ser explorada, como habitual para manter um sistema de classes, instaurado por quem está em cima, aparentemente inalterável para quem está em baixo.

Já basta de medo.

Já basta de alimentar este medo imposto.

Agora a sério….

É hora de enfrentar este medo e questionar a situação.

É hora de enfrentar o medo e apontar o dedo a quem se recusa a compensar os prejudicados pelas medidas tomadas, aos que têm rendimentos mais baixos, e aos que fazem parte dos chamados grupos de risco.

É hora de enfrentar o medo e impedir que estes fantoches financiam as grandes empresas que faturam milhões como fizeram em 2008.

Vamos enfrentar o medo e não deixar que o nosso pensamento seja moldado pelos jornais e canais de notícias.

O nosso Futuro, o futuro da nossa sociedade vai ser trilhado por aqueles que enfrentaram os seus medos ou por aqueles que viveram para eles, cada um de nós é parte dessa decisão.

Tenham medo do que vão dizer aos vossos filhos e aos vossos netos, quando eles vos perguntarem porque vivem nesta sociedade de medo.

Vocês vão ficar com tanto medo, que vão se tornar uns cobardes, que apenas quando o Ronaldo entrar em campo vão poder dizer as palavras NAÇÃO VALENTE E IMORTAL.

LEVANTEM-SE

GRITEM

RESPIREM

GRITEM MAIS ALTO

ELES ESTÃO A ENGANAR-NOS,

E NÓS NÃO PODEMOS TER MEDO,

NÃO PODEMOS TER MEDO DE FALAR,

NÃO PODEMOS TER MEDO DE PENSAR,

NÃO PODEMOS TER MEDO QUE NOS TIREM O POUCO QUE TEMOS !

PORQUE O POUCO QUE TEMOS NESTE MOMENTO É NADA,

E ISTO NÃO É VIVER

E NÓS NÃO QUEREMOS REGRESSAR AO NORMAL,

PORQUE O NORMAL É UMA HIPOCRISIA, EM QUE O SISTEMA NACIONAL DE SAÚDE ESTÁ DEFICIENTE, FALIDO, EM QUE OS JORNAIS FALAM 40 MINUTOS SOBRE O FUTEBOL.

NÃO QUEREMOS REGRESSAR AO NORMAL SENHOR PRIMEIRO MINISTRO.

PORQUE ESTAMOS FARTOS DE COMER E CALAR, DE SER HUMILHADOS, DE ESTAR CONDICIONADOS A UMA EXISTÊNCIA DEGRADANTE,

NÃO QUEREMOS REGRESSAR AO SALÁRIO MÍNIMO ENQUANTO AS EDPS, AS MEOS, AS ZONS, AS JERÓNIMO MARTINS, E AS GALPS FICAM COM O DINHEIRO DO NOSSO TRABALHO DO NOSSO SUOR E DISTRIBUEM POR MEIA DÚZIA DE PESSOAS QUE TEM CADA UMA MILHARES DE MORADIAS QUE SUBALUGA A VOCÊS E PÕE NO AIRBNB.

NÃO QUEREMOS REGRESSAR AO NORMAL !

QUEREMOS UMA NOVA NORMALIDADE !

AGORA A SÉRIO !

BASTA DESTA FANTOCHADA !

estamos nas redes anti-sociais

Nas "redes-sociais" partilhamos artigos de outras redações, opiniões a quente, alguns mémés, e mastigamos trolls ao pequeno-almoço.

cada vez mais ativxs

junta-te á conversa no discord, por texto ou por voz. partilha as tuas ideia, e preocupações e vamos descobrir formas de colaborar. clica na imagem em baixo e começa a viagem.