ao Microscópio

A nossa opinião, dia após dia, 

As atualidades e o que quase ficou por dizer

Quarta-feira, 13 de Maio 2020

 

ao MICROSCÓPIO

🖕

Apontamos o dedo do meio

 

Já que hoje é dia de apontar o dedo, nós apontamos o dedo do meio a esta dupla. Tó Costa mostra mais uma vez que é um excelente politico, daqueles que não sabem nada sobre nada, exímio a manipular o povo com sorrisos.

Costa atira as culpas da sua irresponsabilidade e falta de conhecimento para o Super Mário das finanças. A polémica, começa com uma questão estrategicamente colocada pelo seu parceiro no desgoverno, o Bloco de Esquerda.

Todos sabiam que esta transferencia seria feita em Maio, sabia o Costa, sabia o Marcelo que promulgou a lei, e sabia o Bloco, desde 2017 altura em que foi aprovada a utilização do dinheiro dos contribuintes para tapar um buraco criado por privados.

No segundo ato desta comédia, que não dá vontade nenhuma de rir, Costa atira um osso ao Bloco, em jeito de mea culpa, esquecendo-se de pedir desculpa aos Portugueses.

A polémica podia ter ficado por aqui, mas os media controlados pelos grupos financeiros que têm o Tó Costa na mão bem como o Marcelo, os macacos da assembleia e também o Zé Povinho, continuam a sua agenda de promoção ao primeiro ministro, aumentando a pressão sobre Centeno.

Continua a campanha eleitoral

 

Tó Costa continua em campanha eleitoral, após o passeio do primeiro ministro pelas ruas do Porto, voltou a não cumprir o distanciamento social e a não usar a máscara anti-covid, a outra já faz parte desta personagem.

Depois de ter estado na loja de roupa interior, mais seguro de si, Costa revela o objetivo do dia.

Ninguém:  

António Costa: “estou optimista para a re-eleição de Marcelo”.

O presidente dos abraços e dos beijinhos, segue no gesto de ternura do seu colega:

“O primeiro-ministro esteve muito bem no Parlamento quando disse que fazia sentido que o Estado cumprisse as suas responsabilidades, mas naturalmente se conhecesse previamente a conclusão da auditoria” – disse o Marcelo, tentando atirar areia para os olhos dos poucos Portugueses que ainda tentam fazer sentido do que anda a fazer esta vara. 

Marcelo ainda teve a falta de noção de utilizar as palavras “espirito de equipa” antes de cagar por cima de Centeno. Mais valia ver o Big Brother, lembro-me que o Zé Maria das galinhas tinha mais educação que esta gentalha.

 

👎

Terça-feira, 12 de Maio 2020

 

ao MICROSCÓPIO

DGS promove violência contra as crianças

 

Quem o diz é a Associação de Profissionais de Educação de Infância (APEI). Após o governo ignorar a recomendação unanime do Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP) de manter as escolas abertas a 11 de Março, desta vez a DGS, atingiu o nível máximo de incompetência, a questão que deixamos no ar é: qual o limite de medidas ridículas que a população está disposta a aceitar? 

Manter uma distância física de dois metros entre cada criança e impedir que possam interagir entre si, evitar o toque em superfícies, dispor mesas em linha ou crianças colocadas de costas umas para as outras, evitar a partilha de brinquedos e outros objetos, ter adultos de referência (educadoras e auxiliares), com os quais as crianças mantêm vínculos profundos, a usar máscaras, são medidas reveladoras de um desconhecimento sobre a realidade do trabalho educativo em creche e sobre o desenvolvimento das crianças com menos de três anos

“Aprisionar crianças em mesas, espreguiçadeiras ou parques é violentar a criança na sua progressiva autonomia e no seu processo de desenvolvimento, que se promove na exploração do espaço, dos materiais e da sua relação com os outros (crianças e adultos).”

Segue o baile de máscaras

Enquanto uns devem manter o distanciamento social e usar máscaras, Tó Costa segue em campanha eleitoral, passeou pelas ruas do Porto não cumprindo o distanciamento social e sem máscara. Sabemos ainda que o Primeiro Ministro entrou numa loja de roupa interior, há quem diga que o fez por necessidade após borrar todas as cuecas nas ultimas semanas.

🤔

a mascarilha do Zorro português vai caindo aos poucos

🤔

Aos poucos António Costa vai preparando uma fatura avultada para pagar as péssimas medidas tomadas pelo seu governo, desde a recapitalização da banca, aos layoffs, a prisão domiciliária de pessoas inferiores a 40 anos, dica, quem vai pagar são os contribuintes.

No início declarou que não haveria austeridade, depois disse que não podia garantir, a meio negou falar sobre esse tema, agora já diz que terá de ser com o esforço de todos. O esforço de todos leia-se todos que não ele, e a sua familia.

“Eu não sabia” – Disse António Costa sobre os 800 milhões de euros. 

Entretanto voam milhões em direção aos buracos do Novo banco e dos contractos por ajustes directos. Isto enquanto as pequenas e médias empresas que pediram ajuda ao estado continuam sem as receber ou a ter de ultrapassar as barreiras da burocracia nas linhas de crédito, ou como o atraso a 30% empresas que pediram lay-off.

Mais tarde ou mais cedo vamos sentir as consequências das medidas feitas para agradar o eleitorado no facebook, as consequências de um país de hipócritas que quis ficar em casa a ver Netflix, partilhando notícias apocalípticas, um país comandado por fantoches, em que os acéfalos se preocupam mais com futebol e o big brother do que em criar uma vida melhor. 

Segunda-feira, 11 de Maio 2020

ao MICROSCÓPIO

Hoje refletimos sobre nós

 

A plataforma Agora a Sério foi criada com a certeza, que aquilo que lemos, o que vemos, e ouvimos, influencia a nossa forma de pensar e agir, e enquanto essa narrativa for controlada por organizações que têm como principal objetivo fazer lucro e não melhorar a vida das pessoas, a democracia, e o progresso humano está em risco.

A plataforma começou no início de Abril, cansados como muitos de ver as notícias sensacionalistas nos principais meios de comunicação portugueses, desconfiados pela forma como o medo foi instaurado, pela facilidade em controlar a população, e pelas várias inconsistências, erros, ou negligência por parte dos governos na resposta a situação.

Especialmente em tempos extraordinários em que a incerteza e a política de desinformação corre forte na nossa sociedade, é necessário que as pessoas consigam encontrar e debater mais do que o ponto de vista do estado ou de qualquer empresa. O Mundo não se define pelo que sai da boca do Rodrigo Guedes de Carvalho.

Pesquisa, análise, e Rants

Temos experimentado com diferentes tipos de conteúdo, quase ninguém quer ler artigos longos, ninguém tem tempo, mas é importante, então fazemos isso na nossa rubrica Pesquisa.

Na nossa rubrica de Rants, damos voz a quem se sente silenciado, a quem é desrespeitado, desvalorizado, oprimido.

Vamos continuar a apontar o dedo e enfiá-lo na ferida das pessoas e das entidades que ameaçam os direitos fundamentais dos outros. Vamos continuar a criticar quando necessário decisões mal tomadas e identificar os erros no sistema.

Mais do que isso, vamos continuar a propor soluções para aquilo que diagnosticamos como as maiores ameaças e problemas da nossa sociedade.

Queremos inspirar, especialmente os mais jovens, queremos um futuro e uma educação melhor para eles, e promover o pensamento crítico.

Amanhã há mais

 

Reunimos diariamente no discord, onde debatemos temas com quem quiser partilhar a sua opinião, fazer a sua voz ser ouvida, e destas conversas e das iniciativas individuais de cada um surge o Agora a Sério. 

Para já os resultados são pequenos, mas acreditamos que existe a necessidade e o espaço para mais ativismo, para incitar o debate aos temas que dividem a nossa sociedade, para falar dos temas que não têm espaço nas capas dos grandes jornais, de uma forma humana.

Portugal, 11 de Maio de 2020,

Domingo, 10 de Maio de 2020

ao MICROSCÓPIO

1

ISTO NÃO É COMUNISMO

O PCP entregou um projeto de lei para a nacionalização da TAP, aparentemente para o PCP, partido dos trabalhadores, dos trabalhadores em lay-off, dos trabalhadores precários, dos que que vão ficar desempregados,

aparentemente para o PCP, O Bloco ou o PS a prioridade não é nacionalizar a REN, nem a EDP, nem as comunicações.

Aparentemente para a geringonça, a melhor medida neste momento é nacionalizar os prejuízos criados pela gestão da TAP, para daqui a uns anos vendermos a outro grupo financeiro estrangeiro.

Quando chegar o próximo vírus, podemos transformar os aviões em hospitais de campanha, e tirar selfies para o insta em internamento, com as nuvens no background.

O brilharete da tele-escola

está cada vez mais evidente! Apesar de se pensar que a escola apenas serve apenas para formatar crianças à rotina das 9 ás 6, a ficar sentadas, caladas e não ter opinião, a escola pode ser mais do que isso.

Está na hora de abrirmos as escolas como fez a Alemanha, Dinamarca, e a França a partir de segunda-feira.

Não podemos limitar a escola a meia hora na RTP memória. A dinâmicas da relação entre professores e alunos é crucial no desenvolvimento dos jovens, e é algo que está a privar uma geração de oportunidades.

Os professores são obrigados a agendas de trabalho mais exigentes, muitos ainda estão a aprender como lecionar desta forma.

Os professores estão a entregar pedidos de baixas psicológicas em números recorde e os alunos que precisam de ajuda especial estão a ser ostracizados pelas medidas impostas na educação. 

Se antes já era evidente, a escalada na violência contra os professores, agora os alunos aproveitam a oportunidade de se esconder atrás de um ecrã para insultar os professores.

2

Medidas sugeridas para desenvolver a educação

É o momento de se reinventar o nosso sistema de educação, de forma a desenvolver o pensamento crítico em vez de mão de obra barata.não através do distanciamento mas sim através de uma aproximação entre as escolas e os alunos.

Com o objetivo de desenvolver a educação e outras áreas para criar uma democracia e uma sociedade mais forte apresentamos algumas medidas: a curto e a longo prazo que consideramos necessárias. 

4

OS MANDAMENTOS PÓS COVID

A Igreja Católica em Portugal emitiu um documento que regula em que condições devem ser realizadas as celebrações públicas de culto ao divino, de seguida e para o vosso entretenimento, trituramos algumas das medidas que nos chamaram a atenção.

“3. Convidam-se fiéis pertencentes a grupos de risco a não frequentar a Missa dominical”

As visitas à igreja estão assim reservadas a betos do CDS-PP com menos de 60 anos.

Depois somos nós que somos acusados de alienar leitores, ao triturar da esquerda à direita, da terra ao céu…Faria também sentido a igreja aproveitar esta oportunidade para se adaptar ao mundo que a rodeia, em vez de simplesmente adaptar o mundo aos seus interesses.

“23. O gesto de paz, que é facultativo, continua suspenso”.

Fomos pesquisar e descobrimos, que o gesto de paz, é o momento em que trocam beijos, que para alguns era o único motivo de ir a igreja.

“40. Nos ritos do catecumenado, como de exorcismo a imposição das mãos far-se-á sempre sem contacto físico”.

A Igreja é a nova vítima dos Teletansos! Vamos expulsar agora os demónios em modo de teletrabalho?

“79. Peregrinações, procissões, festas, romarias, concentrações religiosas, acampamentos e outras atividades similares em grandes grupos, passíveis de forte propagação da epidemia, continuam suspensas até novas orientações.”.

Felizmente este nao não vai haver o Portugal em Festa! Do nosso lado, estamos a preparar-nos para celebrar o 13 de Maio triturando as farsas da igreja, de fátima e o brainwash dos pastorinhos.

“79. Peregrinações, procissões, festas, romarias, concentrações religiosas, acampamentos e outras atividades similares em grandes grupos, passíveis de forte propagação da epidemia, continuam suspensas até novas orientações.”.

Felizmente este nao não vai haver o Portugal em Festa! Do nosso lado, estamos a preparar-nos para celebrar o 13 de Maio triturando as farsas da igreja, de fátima e o brainwash dos pastorinhos.

“28. No caso de o sacerdote celebrante ser mais idoso ou pertencer a algum grupo de risco, deve ser substituído,”

Mas se antes não havia novas ordenações de padres suficientes, como vamos fazer para renovar a frota?

Também não sabemos se o deus vai estar presente, há 2.000 anos que estão a tentar contactá-lo mas continuam sem qualquer resposta.

“13. Sempre que a meteorologia o permita e haja espaços adequados, faça-se um uso generoso da possibilidade de celebrar atos de culto ao ar livre.”,”

 Então mas agora existe ciência no léxico da igreja? a frase não deveria ser sempre que deus o permita?

A igreja, como o Costa, quando lhe dá jeito acredita nos cientistas.

OS NOVOS AFTERS EM PORTUGAL

 Domingos apartir das 09h.

Só para os verdadeiros!

Dubstep na igreja da SÉ

HardTechno na Igreja do Bonfim

não tem cartão, não entra

“6. (…) A comunidade cristã confiará a um pequeno grupo de pessoas a tarefa de velar pelo correto decorrer das entradas..”

 A controlar a entrada nas igrejas vão estar porteiros, numa medida para compensar a perda de trabalho dos seguranças de bares e discotecas.

Os horários são melhores, mas vê-se muito consumo á mesma

-anônimo

Sábado, 9 de maio 2020

ao MICROSCÓPIO

1

Podia ser pior

 

Ontem foi assinalado o dia em que terminou a segunda guerra mundial, onde 1.5 milhões de homens, mulheres e crianças foram assassinados por bestas cobardes em Auschwitz.

Frases como: “Podia ser tudo pior!”, “Já estivemos bem pior”, está na hora de serem substituídas por :

“Devemos continuar a melhorar!”

Hoje lembramos aqueles que tiveram : coragem perante o medo, força perante as adversidades, e que assumiram a sua responsabilidade como seres humanos.

hoje vamos guardar 650 palavras para amanhã e deixar-vos com 7 minutos de reflexão:  

É uma escolha

Cada um tem o poder de fazer a mesma escolha que a europa fez à 75 anos atrás

Podemos decidir se queremos dar a mão a quem precisa, em vez de assobiar para o lado, criar e promover iniciativas para tornar a nossa sociedade mais uma humana.

Porque se queremos que o mundo não volte a ver os horrores de há 75 anos não nos podemos esquecer que o mal apenas vence quando as pessoas de bem decidem ficar paradas.

Destacamos três iniciativas interessantes que vimos surgir recentemente em Portugal:

 

2

Que outras iniciativas vos estão a inspirar e merecem destaque?

Sexta-feira, 8 de maio 2020

AO MICROSCÓPIO

1

Um governo de pernas para o ar

22 países da União Europeia já apresentaram os seus programas de estabilidade e convergência.

Portugal, fica de fora! O prazo definido pela legislação nacional era 15 de abril, a data definida pela Comissão Europeia era até ao final do mês de abril, estamos a 8 de Maio senhorXs ministrXs, não são só os que estão presos em casa que perderam conta dos dias!

Mais!  O Ministério das Finanças informou Bruxelas de que o documento seguirá sem previsões.

Compreendemos que o Sr Primeiro Ministro esteja ocupado em melhorar a sua imagem, trocando galhardetes com o traste do André Ventura, bem como a aprender a usar a sua nova máscara.

programa: 0, estabilidade: 0

O “programa de estabilidade” hoje divulgado consiste num resumo em 70 páginas sobre o estado do país de acordo com o XXI Governo, das quais:

trinta são A história do Corona Virus de acordo com o XXI Governo,  quinze sobre A história das medidas implementadas, catorze sobre estimativas para a economia, algumas datadas de há dois meses atrás, onze de introdução e índice,

finalmente duas páginas sobre o dinheiro investido em layoffs, ajustes diretos e na capitalização dos bancos disfarçada de medidas de apoio às empresas, fazendo uso do sempre inútil suor dos contribuintes.

Não foram ainda desenvolvidas máscaras para esconder este #desgoverno.

Um conselho de ministros forte em justificar as suas acções, mas fraco em dar resposta às necessidades dos portugueses.

Das medidas mais ridículas incluídas no documento destaca-se a limitação dos transportes públicos a 2/3, por não garantirem a distância de segurança entre pessoas, e a limitação dos restaurantes a 50%, com imposição de regras, como um responsável de controlo de casas de banho. Quantos restaurantes conseguem trabalhar com lucro nestas condições. Daqui a dois meses quando metade fecharem e a SIC e a TVI fizerem uma reportagem o que vão dizer?

2

3

da esquerda à direita, zero soluções

 

A situação é negra, com o consumo e as poupanças a diminuir, o desemprego a aumentar ( são já mais de 373 mil). Com o esvaziamento dos cofres do estado em subsídios, ajustes diretos e financiamento a empresas. Com a nacionalização das dívidas da TAP bem encaminhada,

São precisas propostas na assembleia para criar emprego, rápidas e eficazes, da esquerda à direita, continua a não haver nenhuma solução, zero medidas propostas por qualquer partido.

 

0… nicles

 

O Ventura está focado em agradar aos seus seguidores racistas e xenófobos. O PS a consolidar os seus lucros. O Bloco a apresentar medidas de apoios para as pessoas, mas sem sugestões de onde ir buscar o dinheiro. A Iniciativa Liberal tem menos conteúdo no seu programa, que nós temos no nosso humilde website, pelo menos em memes estão ao nosso nível. O PSD escorre por um Rio, que se tenta convencer a ele próprio que é fundamental.

Para terminar a sessão de circo hoje, Tó Costa pede desculpa ao Bloco de Esquerda por não ter reparado no desaparecimento de 800 milhões de Euros dos cofres do estado, atirando um osso, um osso disfarçado de apoio a pessoas sem rendimentos que ascende à exorbitante quantia de 219€.

Os nossos repórteres não conseguiram fotos destas pessoas hoje a bater palmas à janela.

Dada a conjuntura, parámos um pouco de bater palmas à janela, e ousámos sugerir medidas para fortalecer a economia, a saúde, a educação e a sociedade, a curto e a médio prazo.

A crise pode ser uma oportunidade que está seguramente a revelar as nossas fraquezas. Dependemos da nossa capacidade de abdicar de merdas inúteis, que não nos servem para nada e focarmos em mais humanismo.

 

Quarta-feira 07-05-2020

1

Um vírus centralizado

A Alemanha decretou que cada região vai ter liberdade para impor ou levantar restrições.

Dado que temos de seguir as indicações germânicas em termos de economia, deveríamos também seguir o exemplo, sendo que temos uma grave epidemia de ganância em São Bento, ou mais especificamente no parlamento português.

O Governo colocou 100 milhões de euros em contratos por ajuste direto na área da saúde contemplando 17 empresas – para comprar equipamento de proteção individual, como máscaras e álcool-gel, e sem assinar contrato escrito com os fornecedores.

Caso os leitores tenham dúvidas, é possível ver-se aqui a olho nu a força gravitacional com que o dinheiro dos contribuintes é na melhor das hipóteses mal utilizado, ou como nos parece sugado para um bolso sem fundo.

Resumo do dia

Quarta-feira 06-05-2020

1

Primeiro caso de coronavírus na Europa a 27 dezembro

Onde originou o vírus? Ainda não se sabe ao certo ! Mas podemos voltar a comer morcegos.

Após testes sorológicos o primeiro caso confirmado hoje na Europa foi detectado a 27 de Dezembro, e registado como uma pneumonia.

Mais informação aqui:

https://www.lefigaro.fr/sciences/un-patient-atteint-du-coronavirus-fin-decembre-a-bondy-20200503

Fica ainda a nota que a primeira morte declarada na China foi a 17 Janeiro.

Resumo do dia

Quarta-feira 06-05-2020

As 180 toneladas de ouro que continuam a ganhar pó no cofre do estado, não terão recebido o aviso de estado de calamidade

As muitas pessoas que dependiam do próximo ordenado para comprar comida e dormir de baixo de um teto, estão em layoff ou sem emprego.

Esta crise vai ser bem mais dura que a crise financeira de 2009, e os centros de emprego de todo o mundo estão a encher, as ofertas de trabalho estagnadas. O que é preciso fazer agora?

Nós pensamos um pouco sobre o assunto e apontamos algumas medidas sugeridas para sair da crise de valores que o COVID expôs

Quais as tuas ideias? Partilha connosco

 

2

ao Microscópio

A nossa análise, dia após dia,

As atualidades e o que quase ficou por dizer

estamos nas redes anti-sociais

Nas "redes-sociais" partilhamos artigos de outras redações, opiniões a quente, alguns mémés, e mastigamos trolls ao pequeno-almoço.

cada vez mais ativxs

junta-te á conversa no discord, por texto ou por voz. partilha as tuas ideia, e preocupações e vamos descobrir formas de colaborar. clica na imagem em baixo e começa a viagem.