Resumo do dia

Quarta-feira 07-05-2020

1

Um vírus centralizado

A Alemanha decretou que cada região vai ter liberdade para impor ou levantar restrições.

Dado que temos de seguir as indicações germânicas em termos de economia, deveríamos também seguir o exemplo, sendo que temos uma grave epidemia de ganância em São Bento, ou mais especificamente no parlamento português.

O Governo colocou 100 milhões de euros em contratos por ajuste direto na área da saúde contemplando 17 empresas – para comprar equipamento de proteção individual, como máscaras e álcool-gel, e sem assinar contrato escrito com os fornecedores.

Caso os leitores tenham dúvidas, é possível ver-se aqui a olho nu a força gravitacional com que o dinheiro dos contribuintes é na melhor das hipóteses mal utilizado, ou como nos parece sugado para um bolso sem fundo.

2,1 milhões para a TAP

311 mil euros por voo Portugal – China – Portugal, com vista à recolha e transporte urgente de equipamento e material hospitalar proveniente da República Popular da China. 

2

3

e os outros 88 milhões?

A Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) afirma que a “urgência imperiosa” das compras justifica a falta de contrato escrito, alegando que é suficiente “o caderno de encargos e a proposta do adjudicatário”, documentos onde constam “as obrigações e os direitos dos contraentes, salvaguardando as posições das partes, designadamente das entidades do Ministério da Saúde”.

Buracos negros há muitos

A ciência depois de muito olhar para o céu deu mais um passo para conhecermos o universo que nos rodeia com a descoberta de um novo buraco negro, o mais próximo aparentemente  do nosso planeta.

Caso estes cientistas perdessem tempo a olhar para a escória política facilmente iriam encontrar vários buracos negros nos bolsos dos nossos governos.

4

Estes documentos não se encontram disponíveis para consulta pública.

NOVO ARTIGO

O debate parlamentar e porque não gosto de circo

Artigo tipo: Rant

imagem do banksy

Tempo de leitura: 4 minutos

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

estamos nas redes anti-sociais

Nas "redes-sociais" partilhamos artigos de outras redações, opiniões a quente, alguns mémés, e mastigamos trolls ao pequeno-almoço.

cada vez mais ativxs

junta-te á conversa no discord, por texto ou por voz. partilha as tuas ideia, e preocupações e vamos descobrir formas de colaborar. clica na imagem em baixo e começa a viagem.