Controlo chinês em Portugal

Portugal tem uma longa relação com o China desde os primeiros contactos comerciais por via marítima, passando pelo estabelecimento da zona especial de Macau, até mais recentemente os vistos gold que triplicaram em maio de 2020, e a promoção do Coutrim da Iniciativa Liberal enquanto presidente do turismo.

Sempre foi uma relação entre David e Golias mas hoje em dia descrever o agachamento político que o nosso governo está a fazer em favor da China torna-se algo mais complexo.

A china tem vindo a consolidar o seu poder, tomando conta do chão que nós pisamos, veja-se os grandes investimentos em Portugal:

EDP 30 %controlada pela China Three Gorges.
REN controlada pela State grid.
BCP, fidelidade e luzsaude(idealmed) controlado pela Fosun. 100%
Banif investimento pela Bison Capital.2.000.000.000 € aplicados através dos vistos Gold.
5% do PIB nacional directamente devido a investimento chinês.
Reestruturação do Porto de sines só com propostas chinesas.
Porto de vitória nos açores com possibilidade de construir estação de gás natural liquefeito e possivelmente base militar…

 

Isto só enunciando os maiores valores, muitos outros negócios são realizados sem passaram nos canais de media nacionais, dado que muitas empresas são adquiridas pouco a pouco, e que depois trabalham as sinergias entre si para benefício de interesses, como por exemplo a Huawei FusionSolar e a EDP renováveis.

Banca, Saúde, electricidade, imobiliário estão a caminhar para o saco Chinês. Se alguns se iludiam que a adesão à NATO ou à UE nos tinha retirado a soberania nacional, são agora presentes com a realidade que se querem ter uma opinião contra o poder da República popular da China só o podem expressar em mensagem privada porque até gigantes como o Facebook ou a Google censuram notícias contra o maior produtor de material tecnológico do mundo.

Há que ter em atenção que na china não existe fronteira entre as empresas privadas e o estado. Todos os bancos ou canais de comunicação pertencem ao governo e mesmo as empresas “privadas” apenas podem agir dentro dos parâmetros que o partido popular da china permite, caso tentem pisar qualquer linha fora dos interesses do estado, facilmente são nacionalizadas ou os seus gestores vão passar umas férias com os serviços secretos chineses seguindo o bom exemplo do comunismo Stalinista dos seus vizinhos soviéticos.

 

Em 2017 Emmanuel Macron e Angela Merkel tentaram passar uma lei que controla-se a compra da china de empresas estratégicas na Europa, contudo no final, Macron disse, “Se alguém me tivesse dito que eu iria defender os interesses dos trabalhadores europeus contra um socialista português, eu nunca teria acreditado”. Ao que António Costa respondeu que quando Portugal estava inundado em divididas, foram os chineses que compraram negócios, dívidas e favores que tem de ser pagos.

Socialista só de nome.

não existe não em mandarim

Os Portugueses têm de se habituar ao estilo chinês: a palavra “não” não existe em mandarim e o que está negociado hoje pode não aguentar até ao negócio de amanhã.

“Os portugueses tratam-nos muito bem, sinto-me bastante confortável aqui”, afirma. O futuro parece ser um lugar bom. “Se o Governo português apoiar os objectivos da China na Rota da Seda, o Governo chinês vai continuar a apoiar os investimentos em Portugal”” um gestor chinês anónimo numa entrevista à revista sábado, deixando claro que todo o apoio apenas vai continuar a vir se Portugal continuar-se a agachar às ordens Chinesas.

se chegaste até aqui

 

 

Este artigo é parte de uma série que estamos a trabalhar sobre o mundo pós covid.

Se quiseres colaborar envia-nos os teus textos, audio, video, ou links, para [email protected] ou passa pelo discord 

ao Microscópio

a nossa análise, dia após dia,

as atualidades e o que quase ficou por dizer

estamos nas redes anti-sociais

Nas "redes-sociais" partilhamos artigos de outras redações, opiniões a quente, alguns mémés, e mastigamos trolls ao pequeno-almoço.

cada vez mais ativxs

junta-te á conversa no discord, por texto ou por voz. partilha as tuas ideia, e preocupações e vamos descobrir formas de colaborar. clica na imagem em baixo e começa a viagem.